, , ,

Energético – BIOpump Pré Workout (Alta Performance)


É um pré-treino com suplementos altamente concentrados, necessários para melhorar a performance, aumento de energia e a disposição

Apresentação: 30 envelopes

R$91,00

Simulação de frete

O Energético – BIOpump Pré Workout é um pré-treino que veio para revolucionar o mercado de suplementos, altamente concentrado, com aminoácidos, vitaminas e compostos químicos que atuam como recursos ergogênicos eficientes, o aporte adequado de vitaminas, minerais e aminoácidos necessários para melhorar a performance, aumentar a vasodilatação, foco, aumento de energia e disposição são os resultados deste super-suplemento.

Na composição do Energético – BIOpump Pré Workout encontramos:

CAFEÍNA – A cafeína é um composto químico pertencente ao grupo dos alcaloides e se classifica como uma metilxantina. As substâncias alcaloides são conhecidas por sua ação estimulante no sistema nervoso central (SNC). Presente em diversas espécies vegetais, como café, cacau, chá verde, erva mate, guaraná e ainda em bebidas como refrigerantes e energéticos, a cafeína é amplamente consumida pela população de uma forma geral. No entanto, no meio esportivo, a cafeína destaca-se pelo seu potencial como recurso ergogênico, sendo um dos suplementos mais consumidos em todo o mundo. Os recursos ergogênicos são quaisquer substâncias, técnicas ou equipamentos que proporcionam melhora da performance esportiva. Neste sentido, a cafeína é utilizada com o principal objetivo de postergar a fadiga e pode ser usada tanto nas modalidades esportivas que se utilizam de metabolismo aeróbio, quanto anaeróbio, com ou sem oxigênio, respectivamente. Sua absorção pelo trato intestinal é bastante rápida, chegando a corrente sanguínea cerca de 15 a 30 minutos após sua ingestão, com pico após 60 minutos, ou seja, proporciona um efeito agudo. No entanto, alguns fatores podem interferir nessa metabolização, como peso corporal, gênero, estado de hidratação, consumo habitual de cafeína, dieta, uso de medicamentos, o que também vai interferir na quantidade de metabólitos excretados pela urina.

TAURINA – É um aminoácido semi-essencial que exerce um papel fundamental no organismo. a taurina está presente no músculo cardíaco, glóbulos brancos, sistema nervoso central e músculos esqueléticos além de contribuir para a perda de peso. a taurina é um elemento fundamental de todos os outros aminoácidos. funciona no cérebro e coração para ajudar a estabilizar as membranas celulares. a taurina representa cerca de 50% do conjunto de aminoácidos livres do coração. exerce um papel importante no metabolismo. os corpos adultos podem produzir taurina, entretanto, quando não é o suficiente, a carência pode ser corrigida por meio de suplementação. uma das funções da l-taurina é agir como transmissor metabólico e fortalecer as contrações cardíacas. porém, como uso mais popular, podemos citar o fato de que a taurina é utilizada como suplemento energético devido ao seu efeito desintoxicante. ela age facilitando a excreção pelo fígado das substâncias que já não são mais úteis para o organismo. além disso, a taurina também intensifica os efeitos da insulina, tornando-se responsável por um melhor funcionamento do metabolismo da glicose e dos aminoácidos, auxiliando no anabolismo. a taurina ainda é útil como inibidora dos neurotransmissores, sendo utilizada para prevenir e sedar estados cerebrais excitáveis (como convulsões em epilépticos). outro efeito da taurina, não menos importante, é o papel que desempenha no sistema cardiovascular, ajudando a mover nutrientes essenciais, como potássio, magnésio e cálcio, para dentro e para fora das células do coração. por esse fator, a taurina ajuda a melhorar a saúde e funcionamento do sistema cardíaco, podendo tratar condições como a arritmia, insuficiência cardíaca e ataques cardíacos. a taurina atua, ainda, na dilatação do sistema vascular, ocasionada pelo aumento da secreção de óxido nítrico. a dilatação ajuda a melhorar o fluxo de oxigênio para os órgãos e músculos.

VITAMINA B3 – A niacinamida, ou nicotinamida, é uma das duas formas de vitamina B3; a outra é a niacina. É fundamental no metabolismo energético, carboidratos, lipídios e proteínas. Além de reparar o DNA, atua na produção hormonal endógena. Na academia, ela está envolvida em 60 processos metabólicos, produzindo energia, muito aconselhado para quem treina pesado.

VITAMINA B6 – É uma vitamina que deve ser consumida de uma fonte exógena, já que o corpo não consegue sintetizar naturalmente. Cerca de 100 enzimas dependem dessa vitamina para obterem suas reações. Participa também da formação de células vermelhas. Para quem malha, é a única vitamina ligada a quantidade de proteína ingerida, o metabolismo de aminoácidos depende da Vitamina B6. As principais fontes são carnes, ovos e cereais integrais.

VITAMINA B5 – O Pantotenato de cálcio (vitamina B5) é uma vitamina hidrossolúvel alifática que se utiliza principalmente em forma de sal de cálcio, a qual é mais estável e depois se transforma no ácido no interior do organismo, tendo a mesma atividade. Encontra-se em muitos alimentos como a carne, os legumes e os cereais integrais, ovos, leite, frutas e as verduras. Faz parte da coenzima A, essencial no metabolismo de hidratos de carbono, gorduras e proteínas. Atua como fonte de ácido pantotênico nas deficiências nutricionais gerais (embora estas deficiências sejam raras), como prevenção da queda de cabelos, em muitas dermatites e também no vitiligo. Por via tópica atua como hidratante e regenerador da epiderme.

VITAMINA B12 – A Vitamina B12 auxilia na síntese da proteína e do carboidrato. Carne bovina é rica em B12, já pessoas vegetarianas têm dificuldades em obtê-la, mesmo realizando a suplementação intravenosa, o organismo gastrointestinal não irá absorver muito bem. Para a musculação a vitamina é importante, já que auxilia os tecidos do sistema nervoso, responsáveis por enviarem os comandos do cérebro para o músculo. A deficiência de B12 causa anemia.

PALATINOSE – A Palatinose é um carboidrato derivado da fonte natural de sacarose. Ela pode ser encontrada, por exemplo, em mel e extrato de cana-de-açúcar. Palatinose é o único carboidrato funcional que é totalmente digerível e lentamente liberado. Em outras palavras, fornece glicose de uma forma mais equilibrada, fornecendo assim energia prolongada. A Palatinose queima mais calorias provenientes de gordura sob a atividade física em comparação com outros carboidratos. A fabricação em larga escala de Palatinose a partir do açúcar da beterraba foi possível somente após a descoberta de uma enzima naturalmente ativa com a capacidade única para modi­car a estrutura molecular da sacarose convencional. A palatinose é o resultado da reorganização do vínculo que liga as duas partes moleculares de sacarose, glicose e frutose, resultando em um novo carboidrato com uma maior estabilidade da articulação e uma estrutura de propriedades nutricionais e fi­siológicas distintas.

ASPARTATO DE MAGNÉSIO – O magnésio desempenha diversas funções no organismo, e tem uma importante ação na conversão dos principais nutrientes em energia. Também é o elemento mais presente no fluido intracelular e encontrando em grande proporção no organismo. Sendo, este, um eletrólito presente como cofator em numerosos sistemas enzimáticos. Os locais de maior deposição deste mineral são os ossos e os músculos. A absorção do magnésio é lenta e de baixa qualidade, portanto sem uma dieta rica deste mineral e/ou sua suplementação, pode levar a baixos níveis séricos de magnésio, trazendo diversas consequências. A absorção de magnésio é intensificada na presença de vitamina D. A excreção se dá principalmente na urina, poucas quantidades são excretadas nas fezes, também pode ser encontrado no leite materno e saliva. O magnésio também atravessa a placenta. Segundo algumas literaturas, os aspartatos são a melhor forma para o aumento da biodisponibilidade dos minerais, por penetrarem facilmente na camada interna da membrana das células, onde são metabolizados e os íons liberados. O Aspartato de Magnésio, possui dois principais mecanismos de ação, sendo estes: a regulação da transferência de energia; fosforilação da membrana. O seu principal papel nestes processos é como cofator enzimático, essencial para o funcionamento das enzimas relacionadas com a transferência de grupos fosfato. Sendo necessário em todas as reações que envolvam ATP e liberação de energia, todos os passos relacionados com a replicação e transcrição do DNA e tradução do RNAm. O Magnésio está também envolvido na estabilização da membrana, na condução nervosa e no transporte do ferro. Outro mecanismo relacionado com este mineral, é o seu desempenho em aumentar a concentração de demais minerais, como o cálcio e o potássio, melhorando a absorção. No sistema nervoso, quando administrado por via parentérica e em elevadas doses, tem um efeito depressor nas sinapses, podendo ser utilizado como anticonvulsivante. O Magnésio produz também vasodilatação sistémica e coronária, possui atividade antiplaquetária, suprime a automaticidade em células parcialmente despolarizadas e protege os miócitos do excesso de cálcio em situações de isquemia.

ZINCO – Elevar o consumo de zinco, pode contribuir para aumentar os níveis de testosterona no organismo, de forma natural e livre de riscos. Os pesquisadores realizaram um teste dos impactos do consumo do zinco em atletas treinados e os resultados identificaram que a suplementação de uma quantidade de 30mg de zinco no período de 4 semanas gerou respostas satisfatórias em exercícios exaustivos, em que foi identificado um aumento do hormônio testosterona no organismo dos participantes. Veja mais detalhes do poder do zinco nos treinos abaixo. A pesquisa constatou que o zinco pode aumentar a conversão de androstenediol para testosterona, o que repercute diretamente no aumento desse hormônio. Em contrapartida, uma dieta baixa em zinco pode levar à transformação da testosterona em estrogênio, o que restringe o ganho de massa muscular. Por isso, atletas interessados em desenvolver seus músculos e ganhar força devem integrar o zinco na suplementação. Outro benefício atrelado ao zinco é que ele proporciona a liberação do hormônio do crescimento  que são essenciais para a hipertrofia. Os hormônios do crescimento somado à testosterona são capazes de aumentar a força nos treinos, melhorando a performance, recuperar os músculos reduzindo o catabolismo muscular e até mesmo acelerar o metabolismo. Além disso, o zinco pode melhorar a qualidade do sono devido ao relaxamento muscular que proporciona, diminuir a retenção hídrica, melhorar o sistema imunológico e aumentar a concentração nas atividades.

CÁLCIO – É o mineral mais abundante no organismo. Ajuda na formação dos dentes e ossos, prevenindo a osteoporose. Auxilia a regulação da pressão arterial, coagulação sanguínea, contração muscular, secreção hormonal, transmissão nervosa e, junto com o fósforo, formam a estrutura de várias enzimas. Para que haja a absorção do cálcio, é primordial que haja também a presença da vitamina D.

VITAMINA B1 (TIAMINA) – A Vitamina B1, também conhecida como Tiamina A, é uma vitamina do complexo B. É muito importante para o coração, fígado, sistema nervoso e sistema muscular. A carência dessa vitamina pode causar a doença beribéri, hoje esta doença é muito incomum. Seu poder vitamínico ajuda nos processos metabólicos ligados a glicose, na musculação é importantíssima, ajudando na produção de hemoglobina, proteína que tem o papel de transportar o oxigênio pelo corpo, abastecendo o músculo em atividade.

VITAMINA C – Atua como coenzima e, sob determinadas condições, como agente redutor e antioxidante. pode ser ingerida diretamente com água e é absorvida pelo organismo com muita facilidade. Para aqueles que costumam praticar atividades físicas de forma intensa, essa vitamina ajuda no resultado dos treinos, pois possui uma forte ação antioxidante e contribui combatendo os radicais livres. Isso faz com que o corpo fique mais protegido e saudável. A vitamina C evita lesões musculares e alguns danos às membranas celulares, o que melhora o rendimento do atleta.

FIBRAS ALIMENTARES – Conhecida como fibra solúvel, possui propriedades benéficas para a saúde e por seu reduzido valor energético (1Kcal/g). Esta fibra, quando ingerida, não é digerida, atinge o intestino ainda intacta, possui ação probiótica garantindo uma microbiota intestinal saudável e equilibrada, resultando em um desempenho normal das funções fisiológicas intestinais, além de, promover saciedade, auxiliando na perda de peso. Aumento da absorção de minerais como o cálcio, graças à redução do pH intestinal e outros mecanismos.

 

ADVERTÊNCIA: O Energético – BIOpump Pré Workout foi estudada e desenvolvida pela Biopharma. Não garantimos o efeito do produto caso seja manipulado em outros estabelecimentos, pois a fórmula contém farmacotécnica única com excipientes e aditivos desenvolvidos especialmente para esta formulação, que favorecem e potencializam os ativos de nosso produto para melhor resultado no tratamento.

  • Principais Indicações do Energético – BIOpump Pré Workout:
    • – Melhora da resistência e força em exercícios físicos;
    • – Aumento da energia;
    • – Aumento da produção de massa magra;
    • – Promoção da queima de gordura;
    • – Estímulo da produção de testosterona;
    • – Diminuição do apetite;
    • – Redução da dor muscular;
    • – Acelera o metabolismo.

 Contra Indicações do Energético – BIOpump Pré Workout:

    • Gravidez, lactação, crianças, hipertensos, diabéticos, indivíduos com gastrite, úlcera, casos de hipersensibilidade do usuário a algum dos componentes presentes na formulação. Contudo, a venda do Energético – BIOpump Pré Workout é realizada sob prescrição de profissional habilitado, podendo este ser o nosso farmacêutico de acordo com a Resolução 586/2013 do Conselho de Farmácia. Consulte-o!

 

  • Composição do Energético – BIOpump Pré Workout por envelope (cada envelope):
      • Taurina 1g
      • Cafeína 140mg
      • Palatinose Isomaltulose 3,7g
      • Vitamina B1 0,6mg
      • Vitamina B3 8mg
      • Vitamina B5 10mg
      • Vitamina B6 50mg
      • Vitamina B12 0,05mg
      • Cálcio Quelado
      • Magnésio Quelado
      • Zinco Quelado
      • Fibra Alimentar q.s.

 Modo de Usar o Energético – BIOpump Pré Workout: Uso oral – Tomar 1 envelope com água (300 a 500ml) ao dia, antes do treino ou no momento de fadiga/cansaço ocasionado pela jornada de te tarefas do dia. Use uma squeeze para dissolvê-lo

Advertências
1. Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado.
2. Imagens meramente ilustrativas.
3. Pessoas com hipersensibilidade à substância não devem ingerir o produto.
4. Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o médico.
5. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido.
6. Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.
7. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças e animais domésticos.
8. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.
9. Siga corretamente o modo de usar. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação médica.
10. O uso do medicamento durante o período de amamentação também não é recomendado.
11. Este medicamento não deve ser utilizado por menores de 18 anos sem orientação médica.
12. Os resultados dependem da correta utilização do produto, conforme descrito na posologia.
13. “SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO

 

Peso 328 g
Dimensões 27 × 20 × 6 cm

1-) Codigo: 5843

2-) Nome: Energético – BIOpump Pré Workout

3-) Descrição: Indicado para melhora da performance em exercícios físicos e promoção da queima de gordura

            3.1-) Apresentação: 30 envelopes

 

4-) Informações sobre o produto:

            4.1-) Para que serve?

O Energético – BIOpump Pré Workout é um pré-treino que veio para revolucionar o mercado de suplementos, altamente concentrado, com aminoácidos, vitaminas e compostos químicos que atuam como recursos ergogênicos eficientes, o aporte adequado de vitaminas, minerais e aminoácidos necessários para melhorar a performance, aumentar a vasodilatação, foco, aumento de energia e disposição são os resultados deste super-suplemento.

 

Na composição do Energético – BIOpump Pré Workout encontramos:

 

CAFEÍNA – A cafeína é um composto químico pertencente ao grupo dos alcaloides e se classifica como uma metilxantina. As substâncias alcaloides são conhecidas por sua ação estimulante no sistema nervoso central (SNC). Presente em diversas espécies vegetais, como café, cacau, chá verde, erva mate, guaraná e ainda em bebidas como refrigerantes e energéticos, a cafeína é amplamente consumida pela população de uma forma geral. No entanto, no meio esportivo, a cafeína destaca-se pelo seu potencial como recurso ergogênico, sendo um dos suplementos mais consumidos em todo o mundo. Os recursos ergogênicos são quaisquer substâncias, técnicas ou equipamentos que proporcionam melhora da performance esportiva. Neste sentido, a cafeína é utilizada com o principal objetivo de postergar a fadiga e pode ser usada tanto nas modalidades esportivas que se utilizam de metabolismo aeróbio, quanto anaeróbio, com ou sem oxigênio, respectivamente. Sua absorção pelo trato intestinal é bastante rápida, chegando a corrente sanguínea cerca de 15 a 30 minutos após sua ingestão, com pico após 60 minutos, ou seja, proporciona um efeito agudo. No entanto, alguns fatores podem interferir nessa metabolização, como peso corporal, gênero, estado de hidratação, consumo habitual de cafeína, dieta, uso de medicamentos, o que também vai interferir na quantidade de metabólitos excretados pela urina.

TAURINA – É um aminoácido semi-essencial que exerce um papel fundamental no organismo. a taurina está presente no músculo cardíaco, glóbulos brancos, sistema nervoso central e músculos esqueléticos além de contribuir para a perda de peso. a taurina é um elemento fundamental de todos os outros aminoácidos. funciona no cérebro e coração para ajudar a estabilizar as membranas celulares. a taurina representa cerca de 50% do conjunto de aminoácidos livres do coração. exerce um papel importante no metabolismo. os corpos adultos podem produzir taurina, entretanto, quando não é o suficiente, a carência pode ser corrigida por meio de suplementação. uma das funções da l-taurina é agir como transmissor metabólico e fortalecer as contrações cardíacas. porém, como uso mais popular, podemos citar o fato de que a taurina é utilizada como suplemento energético devido ao seu efeito desintoxicante. ela age facilitando a excreção pelo fígado das substâncias que já não são mais úteis para o organismo. além disso, a taurina também intensifica os efeitos da insulina, tornando-se responsável por um melhor funcionamento do metabolismo da glicose e dos aminoácidos, auxiliando no anabolismo. a taurina ainda é útil como inibidora dos neurotransmissores, sendo utilizada para prevenir e sedar estados cerebrais excitáveis (como convulsões em epilépticos). outro efeito da taurina, não menos importante, é o papel que desempenha no sistema cardiovascular, ajudando a mover nutrientes essenciais, como potássio, magnésio e cálcio, para dentro e para fora das células do coração. por esse fator, a taurina ajuda a melhorar a saúde e funcionamento do sistema cardíaco, podendo tratar condições como a arritmia, insuficiência cardíaca e ataques cardíacos. a taurina atua, ainda, na dilatação do sistema vascular, ocasionada pelo aumento da secreção de óxido nítrico. a dilatação ajuda a melhorar o fluxo de oxigênio para os órgãos e músculos.

 

 

VITAMINA B3 – A niacinamida, ou nicotinamida, é uma das duas formas de vitamina B3; a outra é a niacina. É fundamental no metabolismo energético, carboidratos, lipídios e proteínas. Além de reparar o DNA, atua na produção hormonal endógena. Na academia, ela está envolvida em 60 processos metabólicos, produzindo energia, muito aconselhado para quem treina pesado.

 

VITAMINA B6 – É uma vitamina que deve ser consumida de uma fonte exógena, já que o corpo não consegue sintetizar naturalmente. Cerca de 100 enzimas dependem dessa vitamina para obterem suas reações. Participa também da formação de células vermelhas. Para quem malha, é a única vitamina ligada a quantidade de proteína ingerida, o metabolismo de aminoácidos depende da Vitamina B6. As principais fontes são carnes, ovos e cereais integrais.

 

VITAMINA B5 – O Pantotenato de cálcio (vitamina B5) é uma vitamina hidrossolúvel alifática que se utiliza principalmente em forma de sal de cálcio, a qual é mais estável e depois se transforma no ácido no interior do organismo, tendo a mesma atividade. Encontra-se em muitos alimentos como a carne, os legumes e os cereais integrais, ovos, leite, frutas e as verduras. Faz parte da coenzima A, essencial no metabolismo de hidratos de carbono, gorduras e proteínas. Atua como fonte de ácido pantotênico nas deficiências nutricionais gerais (embora estas deficiências sejam raras), como prevenção da queda de cabelos, em muitas dermatites e também no vitiligo. Por via tópica atua como hidratante e regenerador da epiderme.

VITAMINA B12 – A Vitamina B12 auxilia na síntese da proteína e do carboidrato. Carne bovina é rica em B12, já pessoas vegetarianas têm dificuldades em obtê-la, mesmo realizando a suplementação intravenosa, o organismo gastrointestinal não irá absorver muito bem. Para a musculação a vitamina é importante, já que auxilia os tecidos do sistema nervoso, responsáveis por enviarem os comandos do cérebro para o músculo. A deficiência de B12 causa anemia.

 

PALATINOSE – A Palatinose é um carboidrato derivado da fonte natural de sacarose. Ela pode ser encontrada, por exemplo, em mel e extrato de cana-de-açúcar. Palatinose é o único carboidrato funcional que é totalmente digerível e lentamente liberado. Em outras palavras, fornece glicose de uma forma mais equilibrada, fornecendo assim energia prolongada. A Palatinose queima mais calorias provenientes de gordura sob a atividade física em comparação com outros carboidratos. A fabricação em larga escala de Palatinose a partir do açúcar da beterraba foi possível somente após a descoberta de uma enzima naturalmente ativa com a capacidade única para modi­car a estrutura molecular da sacarose convencional. A palatinose é o resultado da reorganização do vínculo que liga as duas partes moleculares de sacarose, glicose e frutose, resultando em um novo carboidrato com uma maior estabilidade da articulação e uma estrutura de propriedades nutricionais e fi­siológicas distintas.

 

ASPARTATO DE MAGNÉSIO – O magnésio desempenha diversas funções no organismo, e tem uma importante ação na conversão dos principais nutrientes em energia. Também é o elemento mais presente no fluido intracelular e encontrando em grande proporção no organismo. Sendo, este, um eletrólito presente como cofator em numerosos sistemas enzimáticos. Os locais de maior deposição deste mineral são os ossos e os músculos. A absorção do magnésio é lenta e de baixa qualidade, portanto sem uma dieta rica deste mineral e/ou sua suplementação, pode levar a baixos níveis séricos de magnésio, trazendo diversas consequências. A absorção de magnésio é intensificada na presença de vitamina D. A excreção se dá principalmente na urina, poucas quantidades são excretadas nas fezes, também pode ser encontrado no leite materno e saliva. O magnésio também atravessa a placenta. Segundo algumas literaturas, os aspartatos são a melhor forma para o aumento da biodisponibilidade dos minerais, por penetrarem facilmente na camada interna da membrana das células, onde são metabolizados e os íons liberados. O Aspartato de Magnésio, possui dois principais mecanismos de ação, sendo estes: a regulação da transferência de energia; fosforilação da membrana. O seu principal papel nestes processos é como cofator enzimático, essencial para o funcionamento das enzimas relacionadas com a transferência de grupos fosfato. Sendo necessário em todas as reações que envolvam ATP e liberação de energia, todos os passos relacionados com a replicação e transcrição do DNA e tradução do RNAm. O Magnésio está também envolvido na estabilização da membrana, na condução nervosa e no transporte do ferro. Outro mecanismo relacionado com este mineral, é o seu desempenho em aumentar a concentração de demais minerais, como o cálcio e o potássio, melhorando a absorção. No sistema nervoso, quando administrado por via parentérica e em elevadas doses, tem um efeito depressor nas sinapses, podendo ser utilizado como anticonvulsivante. O Magnésio produz também vasodilatação sistémica e coronária, possui atividade antiplaquetária, suprime a automaticidade em células parcialmente despolarizadas e protege os miócitos do excesso de cálcio em situações de isquemia.

 

 

ZINCO – Elevar o consumo de zinco, pode contribuir para aumentar os níveis de testosterona no organismo, de forma natural e livre de riscos. Os pesquisadores realizaram um teste dos impactos do consumo do zinco em atletas treinados e os resultados identificaram que a suplementação de uma quantidade de 30mg de zinco no período de 4 semanas gerou respostas satisfatórias em exercícios exaustivos, em que foi identificado um aumento do hormônio testosterona no organismo dos participantes. Veja mais detalhes do poder do zinco nos treinos abaixo. A pesquisa constatou que o zinco pode aumentar a conversão de androstenediol para testosterona, o que repercute diretamente no aumento desse hormônio. Em contrapartida, uma dieta baixa em zinco pode levar à transformação da testosterona em estrogênio, o que restringe o ganho de massa muscular. Por isso, atletas interessados em desenvolver seus músculos e ganhar força devem integrar o zinco na suplementação. Outro benefício atrelado ao zinco é que ele proporciona a liberação do hormônio do crescimento  que são essenciais para a hipertrofia. Os hormônios do crescimento somado à testosterona são capazes de aumentar a força nos treinos, melhorando a performance, recuperar os músculos reduzindo o catabolismo muscular e até mesmo acelerar o metabolismo. Além disso, o zinco pode melhorar a qualidade do sono devido ao relaxamento muscular que proporciona, diminuir a retenção hídrica, melhorar o sistema imunológico e aumentar a concentração nas atividades.

 

CÁLCIO – É o mineral mais abundante no organismo. Ajuda na formação dos dentes e ossos, prevenindo a osteoporose. Auxilia a regulação da pressão arterial, coagulação sanguínea, contração muscular, secreção hormonal, transmissão nervosa e, junto com o fósforo, formam a estrutura de várias enzimas. Para que haja a absorção do cálcio, é primordial que haja também a presença da vitamina D.

 

VITAMINA B1 (TIAMINA) – A Vitamina B1, também conhecida como Tiamina A, é uma vitamina do complexo B. É muito importante para o coração, fígado, sistema nervoso e sistema muscular. A carência dessa vitamina pode causar a doença beribéri, hoje esta doença é muito incomum. Seu poder vitamínico ajuda nos processos metabólicos ligados a glicose, na musculação é importantíssima, ajudando na produção de hemoglobina, proteína que tem o papel de transportar o oxigênio pelo corpo, abastecendo o músculo em atividade.

 

VITAMINA C – Atua como coenzima e, sob determinadas condições, como agente redutor e antioxidante. pode ser ingerida diretamente com água e é absorvida pelo organismo com muita facilidade. Para aqueles que costumam praticar atividades físicas de forma intensa, essa vitamina ajuda no resultado dos treinos, pois possui uma forte ação antioxidante e contribui combatendo os radicais livres. Isso faz com que o corpo fique mais protegido e saudável. A vitamina C evita lesões musculares e alguns danos às membranas celulares, o que melhora o rendimento do atleta.

 

FIBRAS ALIMENTARES – Conhecida como fibra solúvel, possui propriedades benéficas para a saúde e por seu reduzido valor energético (1Kcal/g). Esta fibra, quando ingerida, não é digerida, atinge o intestino ainda intacta, possui ação probiótica garantindo uma microbiota intestinal saudável e equilibrada, resultando em um desempenho normal das funções fisiológicas intestinais, além de, promover saciedade, auxiliando na perda de peso. Aumento da absorção de minerais como o cálcio, graças à redução do pH intestinal e outros mecanismos.

 

 

ADVERTÊNCIA: Esta formulação foi estudada e desenvolvida pela Biopharma. Não garantimos o efeito do produto caso seja manipulado em outros estabelecimentos, pois a fórmula contém farmacotécnica única com excipientes e aditivos desenvolvidos especialmente para esta formulação, que favorecem e potencializam os ativos de nosso produto para melhor resultado no tratamento.

 

 

            4.2-) Principais Indicações?

  • – Melhora da resistência e força em exercícios físicos;
  • – Aumento da energia;
  • – Aumento da produção de massa magra;
  • – Promoção da queima de gordura;
  • – Estímulo da produção de testosterona;
  • – Diminuição do apetite;
  • – Redução da dor muscular;
  • – Acelera o metabolismo.

 

            4.3-) Contra Indicações?

Gravidez, lactação, crianças, hipertensos, diabéticos, indivíduos com gastrite, úlcera, casos de hipersensibilidade do usuário a algum dos componentes presentes na formulação. Pode ocorrer transtornos gastrointestinais leves como náuseas, vômitos, cólicas abdominais e diarreia. Miastenia leve em pacientes urêmicos. Contudo, a venda é realizada sob prescrição de profissional habilitado, podendo este ser o nosso farmacêutico de acordo com a Resolução 586/2013 do Conselho de Farmácia. Consulte-o!

 

            4.4-) Referências Bibliográficas

  • – Literatura do Fornecedor
  • – Batistuzo, J.A. de Oliveira et all. Formulário Médico Farmacêutico-2ª edição. São Paulo: Tecnopress, 2002.

 

5-) Composição do Energético – BIOpump Pré Workout por envelope (dose):

  • Taurina 1g
  • Cafeína 140mg
  • Palatinose Isomaltulose 3,7g
  • Vitamina B1 0,6mg
  • Vitamina B3 8mg
  • Vitamina B5 10mg
  • Vitamina B6 50mg
  • Vitamina B12 0,05mg
  • Cálcio Quelado 280mg
  • Aspartato Magnésio 137mg
  • Zinco Quelado 1mg
  • Fibra Alimentar q.s.

  

6-) Modo de Usar: Uso oral – Tomar 1 envelope com água (300 a 500ml) ao dia, antes do treino ou no momento de fadiga/cansaço ocasionado pela jornada de te tarefas do dia. Use uma squeeze para dissolvê-lo

 

7-) Validade: 12 meses

 

8 -) Advertências:

  1. Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado.
    2. Imagens meramente ilustrativas.
    3. É necessário uma dieta e exercícios físicos para auxiliar a redução de peso.
    4. Pessoas com hipersensibilidade à substância não devem ingerir o produto.
    5. Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar um responsável.
    6. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido. Qualquer dúvida entre em contato com a Biopharma.
    7. Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.
    8. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
    9. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.
    10. O uso do medicamento durante o período de amamentação também não é recomendado.

Perguntas e respostas

Ainda não há perguntas.

Faça uma pergunta

Sua pergunta será respondida pela loja ou por outro cliente.

Agradecemos sua pergunta!

Mail

Sua pergunta foi recebida e será respondida em breve.

Erro

Warning

Ocorreu um erro ao gravar sua pergunta. Entre em contato com o administrator do site. Informações adicionais:

Adicionar uma resposta

Agradecemos sua resposta!

Mail

Sua resposta foi recebida e será publicada em breve.

Erro

Warning

Ocorreu um erro ao gravar sua pergunta. Entre em contato com o administrator do site. Informações adicionais: