, , , ,

Acelera Metabolismo – ( Drink Burn Fat )


Desenvolvido para elevar a performance em exercícios físicos através do aumento de energia, força e resistência, acelerando o metabolismo favorecendo queima de gordura e produção de massa magra. Promove o estímulo da produção de testosterona, ajuda a suprimir o apetite.

Apresentação: Frasco com 250 ml com copo de dose.

R$71,00

Simulação de frete

R$151,00 por 2 item(s)

O Acelera Metabolismo – ( Drink Burn Fat ) foi desenvolvido para elevar a performance em exercícios físicos através do aumento de energia, força e resistência, acelerando o metabolismo favorecendo queima de gordura e produção de massa magra. Promove o estímulo da produção de testosterona, ajuda a suprimir o apetite e melhora da oxigenação do sangue, além de previnir doenças cardiovasculares, fortalecer o sistema imunológico, reduzir a ansiedade e problemas relacionados ao diabetes.

Na composição do Acelera Metabolismo – ( Drink Burn Fat ) encontramos:

L CARNITINA – É uma amina quaternária sintetizada no organismo a partir de dois aminoácidos essenciais, lisina e metionina. Sua presença é requerida no metabolismo energético, especialmente para a utilização dos ácidos graxos como fonte de energia do músculo esquelético e cardíaco. Influencia ainda, indiretamente, o metabolismo glicídico e proteico: a oxidação dos ácidos graxos reduz a utilização periférica da glicose, uma vez que permite a entrada de acetilas no ciclo de Krebs, aumentando consequentemente a disponibilidade energética da célula. Devido a sua ação estimulante sobre a oxidação dos ácidos graxos, promove a utilização dos mesmos, evitando desvios metabólicos. Assim, impede a formação de níveis excessivos de triglicérides, normaliza o quadro lipoproteínico – redução das lipoproteínas de densidade muito baixa (VLDL) e o aumento das lipoproteínas de alta densidade (HDL). É indicada quando há deficiência de Carnitina, como coadjuvante no tratamento da obesidade, e no aumento do rendimento muscular.

ÁCIDO MALICO – O ácido málico é um componente natural presente em muitos alimentos, sobretudo em frutas como a maçã. Também é muito utilizado como suplemento alimentar, já que se considera benéfico para a saúde. Uma das principais propriedades medicinais a ele atribuídas é a sua capacidade para eliminar a fadiga crônica, um sintoma muito comum nas pessoas que sofrem de fibromialgia. Uma das vantagens mais comentadas deste curativo componente é sua capacidade de aumentar os níveis de energia. O ácido málico pode ser de grande ajuda, para aliviar a dor muscular.

CAFEÍNA – A cafeína é um composto químico pertencente ao grupo dos alcaloides e se classifica como uma metilxantina. As substâncias alcaloides são conhecidas por sua ação estimulante no sistema nervoso central (SNC). Presente em diversas espécies vegetais, como café, cacau, chá verde, erva mate, guaraná e ainda em bebidas como refrigerantes e energéticos, a cafeína é amplamente consumida pela população de uma forma geral. No entanto, no meio esportivo, a cafeína destaca-se pelo seu potencial como recurso ergogênico, sendo um dos suplementos mais consumidos em todo o mundo. Os recursos ergogênicos são quaisquer substâncias, técnicas ou equipamentos que proporcionam melhora da performance esportiva. Neste sentido, a cafeína é utilizada com o principal objetivo de postergar a fadiga e pode ser usada tanto nas modalidades esportivas que se utilizam de metabolismo aeróbio, quanto anaeróbio, com ou sem oxigênio, respectivamente. Sua absorção pelo trato intestinal é bastante rápida, chegando a corrente sanguínea cerca de 15 a 30 minutos após sua ingestão, com pico após 60 minutos, ou seja, proporciona um efeito agudo. No entanto, alguns fatores podem interferir nessa metabolização, como peso corporal, gênero, estado de hidratação, consumo habitual de cafeína, dieta, uso de medicamentos, o que também vai interferir na quantidade de metabólitos excretados pela urina.

TURKESTERONE – É um análogo do hormônio esteroidal , este composto é imitador de hormônios, estimulando o crescimento muscular, desde que o fornecimento de proteínas seja adequado. Após treinamento físico intenso, quando os níveis de testosterona esgota, o corpo fica extremamente vulnerável a lesões musculares, turkesterone age como um substituto da testosterona até que seus níveis se normalizem. Não existe, portanto o catabolismo pós-treino e também inexiste a ruptura muscular. A reação pós-treino catabólico (colapso muscular e liberação de energia) é um dos motivos para que os ganhos de músculo não possam ser sustentados. TURKESTERONE não atua somente como um substituto de testosterona, ele incrementa a assimilação de proteínas resultando em força e ganho de massa magra. Ecdisteroides são indicados por apresentarem propriedades tônicas. Na verdade, ele estimula o crescimento muscular, desde que o fornecimento de proteínas seja adequado. Portanto suas indicações incluem o aumento de massa muscular; aumento do desempenho físico e melhora função cardíaca.

CITRUS AURANTIUM – É conhecido popularmente como laranja-amarga, e é um potente emagrecedor natural auxiliando no controle da obesidade. Um alcaloide de ação adrenérgica que estimula a transformação de gorduras em energia. Esse processo, conhecido como Termogênese é o responsável então pela oxidação das gorduras acumuladas (lipólise) e sua transformação em energia, auxiliando assim no emagrecimento. Promove a perda de peso; é um ansiolítico natural e sedativo leve; promove gasto calórico, aumento do nível energético e aumento da lipólise. Estudos clínicos mostram que componentes do Citrus aurantium aceleram o metabolismo, promovendo um maior gasto de calorias e, consequentemente, a queima da gordura armazenada. Ligando-se a receptores encontrados no tecido gorduroso, ativa o metabolismo e a queima de gordura sem interferir no sistema cardiovascular. Com a atividade física, os benefícios são potencializados: além da queima de gordura gerar mais energia, o Citrus aurantium estimula a liberação de adrenalina, fato que contribui com a melhora da performance e aumento da massa magra no caso da prática de sessões de musculação. Também disponibiliza aminoácidos para a formação da proteína indispensável para a construção e manutenção da musculatura. E tem propriedade digestiva, melhora a absorção dos nutrientes e protege o estômago. É diurético e tem fitonutrientes que desintoxicam o fígado.

LISINA – Lisina é um aminoácido indispensável, nutricionalmente essencial. Pode ser encontrado tanto nos alimentos quanto em medicamentos. É utilizado para o enriquecimento de alimentos, por exemplo, em vários grãos (trigo, arroz, etc.) e em muitos alimentos infantis (pão, iogurte, leite em pó, alimentos processados) melhorando a qualidade da proteína. E também no enriquecimento de rações. Ajuda no crescimento ósseo, auxiliando na formação de colágeno, além de ser um dos componentes de ossos, cartilagens e outros tecidos conectivos. É utilizada para prevenir e tratar de sintomas causados pelo vírus do herpes simplex tipo 1 e tipo 2. A L-Lisina também é utilizada para aprimorar o desempenho atlético.

 

 

  • Principais Indicações do Acelera Metabolismo – ( Drink Burn Fat ):
    • – Melhora da resistência e força em exercícios físicos;
    • – Aumento da energia;
    • – Aumento da produção de massa magra;
    • – Promoção da queima de gordura;
    • – Estímulo da produção de testosterona;
    • – Diminuição do apetite;
    • – Redução da dor muscular;
    • – Acelera o metabolismo.

 

Modo de Usar o Acelera Metabolismo – ( Drink Burn Fat ): Uso oral – Tomar 1 dose ao dia, pela manhã ou 30 minutos antes do treino. Não aconselhamos o uso para pacientes com hipertensão.

Advertências
1. Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado.
2. Imagens meramente ilustrativas.
3. Pessoas com hipersensibilidade à substância não devem ingerir o produto.
4. Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o médico.
5. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido.
6. Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.
7. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças e animais domésticos.
8. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.
9. Siga corretamente o modo de usar. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação médica.
10. O uso do medicamento durante o período de amamentação também não é recomendado.
11. Este medicamento não deve ser utilizado por menores de 18 anos sem orientação médica.
12. Os resultados dependem da correta utilização do produto, conforme descrito na posologia.
13. “SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO

Peso 441 g
Dimensões 7 × 7 × 16 cm

1-) Codigo: 4914

2-) Nome: Drink Burn Fast

3-) Descrição: Indicado para melhora da performance em exercícios físicos e promoção da queima de gordura

            3.1-) Apresentação: Bolsa com 30 flaconetes sabor mentolado

 

4-) Informações sobre o produto:

            4.1-) Para que serve?

O Drink Burn Fast foi desenvolvido para elevar a performance em exercícios físicos através do aumento de energia, força e resistência, acelerando o metabolismo favorecendo queima de gordura e produção de massa magra. Promove o estímulo da produção de testosterona, ajuda a suprimir o apetite e melhora da oxigenação do sangue, além de previnir doenças cardiovasculares, fortalecer o sistema imunológico, reduzir a ansiedade e problemas relacionados ao diabetes. Em sua composição, está presente:

 

L CARNITINA – É uma amina quaternária sintetizada no organismo a partir de dois aminoácidos essenciais, lisina e metionina, exigindo para sua síntese a presença de ferro, ácido ascórbico, niacina e Vitamina B6 e B12. É uma substância fisiológica, normalmente sintetizada pelo próprio organismo e suplementada adicionalmente a partir de fontes alimentícias ricas em carnitina (particularmente carne bovina). Participa no transporte dos ácidos graxos de cadeia longa através da membrana interna mitocondrial. Sua presença é requerida no metabolismo energético dos mamíferos, especialmente para a utilização dos ácidos graxos como fonte de energia do músculo esquelético e cardíaco. Influencia ainda, indiretamente, o metabolismo glicídico e proteico: a oxidação dos ácidos graxos reduz a utilização periférica da glicose, uma vez que permite a entrada de acetilas no ciclo de Krebs, aumentando consequentemente a disponibilidade energética da célula. Devido a sua ação estimulante sobre a oxidação dos ácidos graxos, promove a utilização dos mesmos, evitando desvios metabólicos. Assim, impede a formação de níveis excessivos de triglicérides, normaliza o quadro lipoproteínico – redução das lipoproteínas de densidade muito baixa (VLDL) e o aumento das lipoproteínas de alta densidade (HDL) – eliminando, portanto, um dos mais importantes fatores de risco de doenças cardiovasculares (aterosclerose e afecções cardíacas consequentes). É indicada quando há deficiência de Carnitina, como coadjuvante no tratamento da obesidade, e no aumento do rendimento muscular.

 

ÁCIDO MALICO – O ácido málico é um componente natural presente em muitos alimentos, sobretudo em frutas como a maçã. Também é muito utilizado como suplemento alimentar, já que se considera benéfico para a saúde. Uma das principais propriedades medicinais a ele atribuídas é a sua capacidade para eliminar a fadiga crônica, um sintoma muito comum nas pessoas que sofrem de fibromialgia. Uma das vantagens mais comentadas deste curativo componente é sua capacidade de aumentar os níveis de energia. Por outro lado, os investigadores descobriram que nas pessoas que sofrem de fibromialgia, se constata uma diminuição dos níveis de oxigênio nos seus músculos, conhecido como hipóxia muscular. Quando estes músculos foram submetidos a estudos, foi possível constatar que existe uma grande degradação do tecido muscular, dano celular e baixos níveis de ATP. Este panorama explica muito bem o porquê das dores musculares de quem sofre de fibromialgia. Nessas investigações foi evidenciado que o ácido málico pode ser de grande ajuda, para aliviar a dor muscular.

Por sua vez, também permite que o corpo produza ATP (trifosfato de adenosina) e, portanto, possa ter maior nível de energia, combatendo a falta de vontade da fadiga crônica. O ácido málico também tem o poder de melhorar a resistência celular. Sobretudo quando trabalha de forma conjunta com o magnésio. Estes dois componentes nutritivos agem como um desintoxicante potente do alumínio e outros elementos tóxicos, que aumentam a deterioração corporal e facilitam o desenvolvimento de doenças como a fibromialgia.

 

CAFEÍNA – A cafeína é um composto químico pertencente ao grupo dos alcaloides e se classifica como uma metilxantina. As substâncias alcaloides são conhecidas por sua ação estimulante no sistema nervoso central (SNC). Presente em diversas espécies vegetais, como café, cacau, chá verde, erva mate, guaraná e ainda em bebidas como refrigerantes e energéticos, a cafeína é amplamente consumida pela população de uma forma geral. No entanto, no meio esportivo, a cafeína destaca-se pelo seu potencial como recurso ergogênico, sendo um dos suplementos mais consumidos em todo o mundo. Os recursos ergogênicos são quaisquer substâncias, técnicas ou equipamentos que proporcionam melhora da performance esportiva. Neste sentido, a cafeína é utilizada com o principal objetivo de postergar a fadiga e pode ser usada tanto nas modalidades esportivas que se utilizam de metabolismo aeróbio, quanto anaeróbio, com ou sem oxigênio, respectivamente. Sua absorção pelo trato intestinal é bastante rápida, chegando a corrente sanguínea cerca de 15 a 30 minutos após sua ingestão, com pico após 60 minutos, ou seja, proporciona um efeito agudo. No entanto, alguns fatores podem interferir nessa metabolização, como peso corporal, gênero, estado de hidratação, consumo habitual de cafeína, dieta, uso de medicamentos, o que também vai interferir na quantidade de metabólitos excretados pela urina. Cada vez mais as pessoas procuram por alternativas que possam manter o estado de alerta para conseguir desempenhar as tarefas diárias. Além do consumo habitual da cafeína devido à sua presença em produtos alimentícios, ela também pode ser usada como suplemento para promover o efeito estimulante e contribuir para a melhora do foco e concentração e redução da fadiga. A via central de ação da cafeína se dá pela estimulação do sistema nervoso simpático, em que há aumento da liberação e ação das catecolaminas, entre elas a adrenalina e noradrenalina. A adrenalina por sua vez promove vasodilatação, glicogenólise e broncodilatação, esses efeitos fisiológicos permitem melhora da irrigação sanguínea, geração de energia e da capacidade respiratória. Além disso, a cafeína bloqueia os receptores de adenosina. A adenosina é um nucleosídeo com ações no sistema nervoso central e também na região periférica, que quando recebe algum tipo de interação no seu receptor A1, há inibição da enzima adenilciclase, proporcionando efeitos e sensações de relaxamento, como redução da frequência cardíaca e respiratória, indução de sono, redução da atividade motora, inibição da liberação de alguns neurotransmissores e hormônios. Porém, a cafeína tem ação antagonista nos receptores A1, com isso há aumento dos níveis de AMPcíclico (AMPc), considerado um segundo mensageiro intracelular, isso significa que as atividades neurais ocorrem de forma mais acelerada, o que se reflete também nas regiões periféricas, tendo em vista que a adenosina está presente em diversos tecidos além do SN, como coração, músculo esquelético e adipócitos. Sendo assim, há aumento da concentração, melhora do humor, diminuição no tempo de reação, aumento da liberação de catecolaminas, aumento da mobilização de ácidos graxos livres e sua consequente oxidação, e uso de triglicérides pelos músculos. Já a ação periférica da cafeína ocorre indiretamente pela ação das catecolaminas, como citado acima ou ainda diretamente no músculo esquelético através da redução do limiar de excitabilidade das fibras musculares. Esse mecanismo permite prolongar a duração da contração muscular e ocorre através do aumento da liberação de cálcio do retículo sarcoplasmático para o sarcoplasma, com isso há aumento das concentrações de cálcio disponível na célula para a realização dessa contração e permitindo maior sensibilidade da actina e miosina (proteínas contráteis das células musculares) ao cálcio. O aumento de cálcio nas fibras musculares desencadeia outro mecanismo de ação que pode aumento da atividade da bomba de sódio e potássio, em que há aumento das concentrações de potássio no meio intracelular e mais baixas no extracelular, garantindo melhora na contração muscular.

 

TURKESTERONE – Ajuga turkestanica é uma erva perene originária principalmente da Ásia Central e muito conhecida por ser uma rica fonte de substâncias bioativas. Utilizada pela população local no tratamento de doenças cardíacas, musculares e dores de estômago. Turkesterone possui em sua composição um grupo 11α-hidroxilo sendo um dos principais constituintes do phytoecdysteroide. É um análogo do hormônio esteroidal de insetos 20- hidroxiecdisona. Estes compostos são imitadores de hormônios, estimulando o crescimento muscular, desde que o fornecimento de proteínas seja adequado. Após treinamento físico intenso, quando os níveis de testosterona esgota, o corpo fica extremamente vulnerável a lesões musculares, turkesterone age como um substituto da testosterona até que seus níveis se normalizem. Não existe, portanto o catabolismo pós-treino e também inexiste a ruptura muscular. A reação pós-treino catabólico (colapso muscular e liberação de energia) é um dos motivos para que os ganhos de músculo não possam ser sustentados. TURKESTERONA não atua somente como um substituto de testosterona, ele incrementa a assimilação de proteínas resultando em força e ganho de massa magra. Ecdisteroides são indicados por apresentarem propriedades tônicas. Na verdade, ele estimula o crescimento muscular, desde que o fornecimento de proteínas seja adequado. Portanto suas indicações incluem o aumento de massa muscular; aumento do desempenho físico e melhora função cardíaca.

 

CITRUS AURANTIUM – O Citrus aurantium é conhecido popularmente como laranja-amarga, e é um potente emagrecedor natural auxiliando no controle da obesidade. A Laranja amarga (Citrus aurantium) é uma planta de origem asiática muito rica em sinefrina, um alcaloide de ação adrenérgica que estimula a transformação de gorduras em energia. Esse processo, conhecido como Termogênese é o responsável então pela oxidação das gorduras acumuladas (lipólise) e sua transformação em energia, auxiliando assim no emagrecimento. Promove a perda de peso; é um ansiolítico natural e sedativo leve; promove gasto calórico, aumento do nível energético e aumento da lipólise. Estudos clínicos mostram que componentes do Citrus aurantium aceleram o metabolismo, promovendo um maior gasto de calorias e, consequentemente, a queima da gordura armazenada. Ligando-se a receptores encontrados no tecido gorduroso, ativa o metabolismo e a queima de gordura sem interferir no sistema cardiovascular. Com a atividade física, os benefícios são potencializados: além da queima de gordura gerar mais energia, o Citrus aurantium estimula a liberação de adrenalina, fato que contribui com a melhora da performance e aumento da massa magra no caso da prática de sessões de musculação. Também disponibiliza aminoácidos para a formação da proteína indispensável para a construção e manutenção da musculatura. E tem propriedade digestiva, melhora a absorção dos nutrientes e protege o estômago. É diurético e tem fitonutrientes que desintoxicam o fígado.

 

LISINA – Lisina é um aminoácido indispensável, nutricionalmente essencial. Pode ser encontrado tanto nos alimentos quanto em medicamentos. É utilizado para o enriquecimento de alimentos, por exemplo, em vários grãos (trigo, arroz, etc.) e em muitos alimentos infantis (pão, iogurte, leite em pó, alimentos processados) melhorando a qualidade da proteína. E também no enriquecimento de rações. Ajuda no crescimento ósseo, auxiliando na formação de colágeno, além de ser um dos componentes de ossos, cartilagens e outros tecidos conectivos. É utilizada para prevenir e tratar de sintomas causados pelo vírus do herpes simplex tipo 1 e tipo 2. A L-Lisina também é utilizada para aprimorar o desempenho atlético.

 

            4.2-) Principais Indicações?

  • – Melhora da resistência e força em exercícios físicos;
  • – Aumento da energia;
  • – Aumento da produção de massa magra;
  • – Promoção da queima de gordura;
  • – Estímulo da produção de testosterona;
  • – Diminuição do apetite;
  • – Redução da dor muscular;
  • – Acelera o metabolismo.

 

            4.3-) Contra Indicações?

Gravidez, lactação, crianças, hipertensos, diabéticos, indivíduos com gastrite, úlcera, casos de hipersensibilidade do usuário a algum dos componentes presentes na formulação. Pode ocorrer transtornos gastrointestinais leves como náuseas, vômitos, cólicas abdominais e diarreia. Miastenia leve em pacientes urêmicos. Contudo, a venda é realizada sob prescrição de profissional habilitado, podendo este ser o nosso farmacêutico de acordo com a Resolução 586/2013 do Conselho de Farmácia. Consulte-o!

 

            4.4-) Referências Bibliográficas

  • – Literatura do Fornecedor
  • – Batistuzo, J.A. de Oliveira et all. Formulário Médico Farmacêutico-2ª edição. São Paulo: Tecnopress, 2002.

 

5-) Composição:

  • L Carnitina
  • Ácido Malico
  • Cafeína
  • urkesterone
  • Citrus Aurantium
  • Lisina
  • Solução oral qsp – 10ml

6-) Modo de Usar: Uso oral – Tomar 1 flaconete ao dia, pela manhã ou 30 minutos antes do treino.

7-) Validade: 6 meses

8 -) Advertências:

  1. Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado.
    2. Imagens meramente ilustrativas.
    3. É necessário uma dieta e exercícios físicos para auxiliar a redução de peso.
    4. Pessoas com hipersensibilidade à substância não devem ingerir o produto.
    5. Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o médico.
    6. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido. Qualquer dúvida entre em contato com a Biopharma.
    7. Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.
    8. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
    9. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.
    10. O uso do medicamento durante o período de amamentação também não é recomendado.
    11. Este medicamento não pode ser partido ou mastigado.
    14. Este medicamento não deve ser utilizado por menores de 18 anos sem orientação médica.
    15. “SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO”.

Perguntas e respostas

Ainda não há perguntas.

Faça uma pergunta

Sua pergunta será respondida pela loja ou por outro cliente.

Agradecemos sua pergunta!

Mail

Sua pergunta foi recebida e será respondida em breve.

Erro

Warning

Ocorreu um erro ao gravar sua pergunta. Entre em contato com o administrator do site. Informações adicionais:

Adicionar uma resposta

Agradecemos sua resposta!

Mail

Sua resposta foi recebida e será publicada em breve.

Erro

Warning

Ocorreu um erro ao gravar sua pergunta. Entre em contato com o administrator do site. Informações adicionais: